quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Há Um Ano...



Minha paixão por motos é antiga, mas, devido a uma tragédia há 20 anos atrás deixei de lado, porém...

Após passar quase 2 anos olhando a moto na garagem (desses dois 4 meses já com a carteira tirada) recebi um incentivo um tanto quanto agressivo imponente, tomei coragem, liguei para o irmigo (irmão amigo) Luiz Rodrigo (com quem 'viajei' pela primeira vez de moto para Corumbá) que com toda paciência do mundo foi na porta de casa me buscar e me deixar para minha primeira aventura no trânsito... Muitas risadas, medo do primeiro retorno, medo de catar areia na curva da barragem e cair mas deu tudo certo! Nunca vou me esquecer e sempre serei grata...

Depois vieram os passeios pela MI seguida pela companhia bacana do irmão, do ex(que foi o incentivo que faltava na minha vida para comprar a minha moto), da ex cuh que vinham atras de Jeep até a Ermida...

Ai comecei a sair com a mulherada em bando, como nos divertíamos!
A primeira vez que fui a rua das motos e na volta peguei o trânsito de sábado a tarde no Sudoeste, a primeira grande aventura para a troca de pneu em Taguatinga (alvenaria), aquilo sim foi aventura, eu, Marlei, Nayara e o trânsito maluco daquele lugar horroroso e confuso! A primeira chuva, a primeira rabeada, o primeiro tombamento da moto de uma serie imensa, o primeiro vacilo de esquecer o farol ligado e Patricia Botelho e Léo empurrando minha moto, enfim, tantas coisas bacanas! O primeiro comboio rumo a Formosa no aniversário dos Carcarás! (minha primeira volta com motociclista de motoclube com 16 anos foi na garupa do Couro Seco!!!!)
Minha super, ultra, mega, blaster, power, madrinha ANDREIA VULCANA no apoio (uma das mais conceituadas pilotas do Brasil), toca bagarai! A primeira bolacha (pet) das Vulcanas, o primeiro "V"...

A primeira experiência na 'estrada', uma ida até ao Outlet em Alexânia, bem desastrosa, ida tranquila, mas na volta fui deixada para trás, por não me sentir segura e manter uma velocidade onde eu podia manter o controle, onde a experiencia e a gana por velocidade gritou mais alto que a solidariedade e o cuidado para comigo, mas depois vieram tantas outras viagens curtas, onde eu me encontrava cheia de cuidados e atenção que não houve trauma e sim a compreensão de que companheiro é companheiro... 

Quantos passeios com meu amigo, irmão e companheiro de vida, meu MC Neder Aquino, quantos toques, quanta coisa ele me ensinou, quanta paciência e disposição. 

Tinha dias que me sentia tão orgulhosa, ouvia elogios e tentava melhorar a cada dia!

Depois do primeiro mês, deslanchei, nunca mais parei e a paixão virou amor! Hoje piloto bem, pego estrada bem, acompanho de rabeta mas acompanho a Andreia que sempre me incentivou e cuidou de mim com o maior orgulho e sigo agora fazendo o curso de pilotagem na PRF. 

Fiz amigos de verdade, outros passaram e se foram, Kátia, Ariana, Ingrid, Flavia Regina, tanta gente bacana que veio para somar... Minha ex cuh Flavinha que hoje tem uma moto por incentivo meu (sonho antigo dela), meu irmão Rafael comprou uma moto e agora meu outro irmão Guga também tem a dele! Esportivas, claro! Meu primo Gilbertinho com sua Fat Boy e o Biano com a sua também! Já já chega a da Andressa, e assim seremos felizes para sempre! 
Muito mais que hoje!!!

Feliz com essa conquista, feliz com tantas pessoas boas ao meu lado, feliz por ter muitos amigos, feliz com minha liberdade de ir e vir, com tanta diversão, tantas aventuras e histórias, feliz unicamente por ser quem eu sou!!! 

Me amo! 

Um comentário:

Junior disse...

muito legal hoje vc estar andando de moto superando o medo isso é ser motociclista, a motocicleta em nossas vidas derruba muitos obstáculos tenho uma longa historia sobre isso... mais sem muita ladainha,,, eu venci o câncer com muita fé em Deus e com muita vontade de viver a vida em duas rodas ...motoabraço pra vc e que Deus nos ilumine ....