sexta-feira, 29 de março de 2013

Magnetismo Pessoal




De fato possuo um encantamento, um brilho, um magnetismo pessoal único e puro.

O verdadeiro amor esta presente constantemente em minha vida, em tudo o que me cerca e vejo, desde uma formiguinha até uma pessoa sem brilho e com o coração cercado de pedras.

Não consigo ter raiva nem ódio de ninguém por muito tempo, mesmo que essa tenha me ofendido, me humilhado, creio que dentro de mim não cabem sentimentos ruins, baixos e mesquinhos e ademais, mágoa traz doença, as pessoas amadurecem, evoluem e agem de acordo com sua evolução e maturidade no momento...

Tudo nessa vida é efêmero...

Já reparei que possuo uma força interior inexplicável, onde não preciso gritar quem sou o que faço e o que sou capaz... Que tenho um dom natural de transmitir alegria em circunstâncias extremas, precisas, que atraio sorrisos por onde quer que eu passe, de transformar conhecidos de pouca data em grandes amigos, e que possuo com os amigos de longa data uma relação tão profunda, que os mesmos são capazes de me defender com dentes.

Tenho ao meu lado grandes anjos, irmãos verdadeiros, invisíveis ou não, galgados com o tempo e que se comunicam comigo pelo olhar, pela intuição ou por um sorriso. Que me conhecem tão intimamente que compreendem um chilique, um momento de crise, de mau humor, que sabem que esses momentos são  passageiros e também possuo uma forte proteção, capaz de me mostrar em pouco tempo quem é digno e quem não é digno de estar ao meu lado nessa caminhada... Às vezes isso é dito diretamente para mim, mas como tenho livre arbítrio eu escolho errado sim, tentando passar por cima das orientações, deixando meu lado ingênuo e altruísta falar mais alto, acreditando que as pessoas que não prestam possam se transformar em seres melhores. E são nesses momentos que aprendo que cresço e amadureço.

Então vem a parte dolorida para mim, deixar essas pessoas no passado e tentar fingir que elas não existem, com um grande lamento no coração, pois acredito que o mundo deveria ser unido e as pessoas também.
Consigo agora já discernir entre a beleza e o amor, e que a beleza contribui para o amor, mas o que vai verdadeiramente trazer o amor é o magnetismo pessoal, através da amizade, do bem querer, do companheirismo e principalmente através da atração pelas mesmas coisas, o respeito e a união.

Consigo fazer com que as pessoas mudem de opinião com facilidade, fazer com que elas me escutem, pois mesmo em circunstâncias delicadas sempre tenho uma palavra certa para a hora certa. Sou leal, verdadeira, risonha, bagunceira, honesta e jamais deixaria um parceiro de caminhada em apuros, ou ser humilhada em prol de pequenas coisas.

Se você também possui um grande magnetismo pessoal, use-o para o bem, pois esse significa poder, êxito, influência, satisfação pessoal, prestigio social, popularidade e amor...

É por isso que eu não me importo quando alguém fala negativamente de mim, compreendo apenas o quão finita é sua percepção, sua satisfação pessoal, sua força, sua felicidade. É por isso que a inveja alheia não me incomoda, apesar de eu tomar minhas precauções espirituais, não me incomoda, pois entendo que pessoas assim são incapazes de perceber que podem atrair, construir e também serem felizes, conquistando o que quiserem, porém, preferem permanecer entre pensamentos mesquinhos, menores, negativos e infundados.

Sou otimista por opção, feliz por natureza e compreensiva na questão de nem todos estão no mesmo nível evolucional e por isso precisamos uns dos outros... Um dia, as pessoas serão menos mesquinhas e iludidas e farão boas escolhas e plantarão o bem. Ajudarão o próximo e ajudarão de verdade a fazer diferença no mundo e honrarão sua pequena permanência nesse mundo.

Finalizando, sempre digo que o bom começo é pensar de uma forma simples: Existem 50% de chances de tudo dar errado e 50% de chances de tudo dar certo, então, porque tender para o lado negativo?

Pense nisso!

No mais, que todos possam optar em ter certeza que todos são capazes, que caminhar dentro da honestidade e possuir caráter reto é o melhor caminho.

Eu sou, eu posso e eu vou conseguir! SEMPRE!



Tenha compaixão! Boa páscoa...


segunda-feira, 18 de março de 2013

Comendo Feliz! Nham!

Jantarzinho


Força de vontade e empenho, no começo foi difícil, porém agora, o organismo acostumou e tenho me interessado mais no assunto...

O caminho para uma alimentação saudável não é questão de hábito, e sim de escolha e atitude!
Pelo menos essa é a minha opinião...

O sal é quase inexistente, notei que não é preciso no tomate cereja, que sempre tenho, o ovo eu substituí por ovo de codorna (não mais que 3 por refeição) e nele também não é necessário, sempre uma fruta e raramente uma carne (quando carne vermelha sempre um quibe semi cru, quando branca frango assado ou peixe), claro que mantenho um salzinho por perto, mas pouco tenho usado.

Açúcar procuro ao máximo não consumir, aqui em casa não tem, não existe, apenas um vidro de adoçante que não é aspartame, procuro comprar pão sem adição de açúcares na composição e o biscoito de água que como no café da manhã diariamente tem apenas 0,8mg. Consumo menos cenoura e beterraba que também contém muito açúcar, assim, posso fazer uma traquinagem vez ou outra raramente.

Ah o queijo... Como gosto de queijo... Porém a coqueluche em minha vida agora é o Cottage. É o que tem menos índice de gordura.

Falando em gordura, aprendi a ler os rótulos, não compro nenhum alimento se tiver gordura saturada ou trans, porém tem algo que compro a cada 15 dias ou 1 mês... O tal iogurte grego da Nestlè... Muito bom e bem gorduroso, porém apenas o tradicional é bom (na minha opinião)! Dizem que a versão light já existe, mas não consigo encontrar nos mercados, zero de gorduras... 

No início tomei a decisão de não beber mais refrigerantes, nem sucos industrializados, incluindo os Zero em pó que eu tanto tomava. Raramente peço a polpa de acerola com laranja que tanto gosto (sem gelo e sem açúcar). Chá é raro também... O que sobrou? Água.

Só bebo água e quando saio água com gás, notei uma melhora em meu organismo mais ânimo e disposição também. Foi quando encontrei o querido Roldan e ele me deu uma palestra sobre PH de água e fiquei mais atenta, pesquisei mais e aprendi a ler os rótulos delas também.

Aprendi algumas coisas, sobre organismo ácido e alcalinizado e agora presto muita atenção para manter o meu alcalinizado! Descobri coisas muito interessantes, como essa:


 "Um organismo acidificado tende a manifestar sentimentos, emoções e reações "ácidas". A raiva, inveja, ansiedade, ciúme, excesso de julgamentos e críticas, exercícios físicos obsessivos, competições, calor em excesso, desidratação, etc. que induzem à acidificação do organismo em questão de segundos. Ação e reação"

"Ao contrário, é comum ao organismo devidamente alcalinizado compartilhar freqüências, sentimentos e emoções prazerosos. Afetuosidade, compaixão e compreensão são estados típicos de um corpo em harmonia metabólica, sereno e pacífico. Assim, o estado meditativo ou de oração, a vivência do amor, bom humor, do belo, do positivismo, da verdade e do prazer de estar vivo podem ser considerados "alimentos" de grande potencial alcalinizante. Estas emoções, por sua vez, alcalinizam o sangue. Pronto! Instalou-se um círculo vicioso positivo."

Comecei a entender muito mais sobre o comportamento de algumas pessoas. 
Hoje estou mais 'enjoada', posso ter sede na rua, mas se no rótulo da água que esta sendo vendida o PH for inferior a 7 eu não compro. Como me mudei há pouco, ainda não tenho filtro e estou procurando um que alcalinize a água, a dificuldade é grande, então tenho consumido água engarrafada. Opto sempre pela Minalba que tem 8,4 e a com gás da Nestlè que mantem esse mesmo padrão. A Schim também tem o PH elevado, excelente seria 
de 9 para cima, mas...

Poderia ficar horas aqui falando e falando, da maneira bacana de cozinhar quiabo, do novo vício em tomates cereja, do sushi que não abri mão, das gordices que faço as vezes com alimentos de péssima qualidade, como cachorro quente, e de que quando bate a vontade não me privo, essa semana bateu vontade de carne vermelha e macarrão! Não pensei duas vezes, fiz um macarrão delicioso com bacon e molho de tomates industrializados. Claro, uma boa massa fresca e muito alho e manjericão! Da Mostarda Dijon Maille e os maravilhosos vinagres balsâmicos do Cosina que só é vendido em um super mercado daqui e eu tenho preferência pelo de Manjericão, mas o de Alho, Mel, hum.... (esses não faltam em minha casa). Das frutas, do prazer de comer menos, enfim...
O que almocei sábado? Picanha gorda com geleia de pimenta, farofa de ovos, arroz com brócolis e purê de batatas, sobremesa? Profiteroles... Foi na mesma semana do macarrão? Sim, saldo da semana? Menos 1,5 KG.

Basta saber como e quanto se come!
Falando nisso, a anvisa proibiu essa porcaria... E tem Pais que só dão sucos industrializados a seus filhos... Quanto amor...



Recomendo esse vídeo com o grande Lair Ribeiro (mestre!)


Bom dia sempre bom para todos!!! 




sábado, 16 de março de 2013

Hum....




Quando Você Passa
Maria Gadú

Esse turu turu turu aqui dentro
Que faz turu turu quando você passa
Meu olhar decora cada movimento
Até seu sorriso me deixa sem graça

Se eu pudesse te prender,
dominar seus sentimentos,
Controlar seu passos,
ler sua agenda e pensamentos
Mas meu frágil coração
acelera o batimento e faz turu turu turu turu tu...

Esse turu tatuado no meu peito
Gruda e o turu turu turu não tem jeito
Deixa sua marca no meu dia-a-dia
Nesse misto de prazer e agonia

Nem estou dormindo mais,
Já não saio com os amigos
Sinto falta dessa paz que encontrei no seu sorriso
Qualquer coisa entre nós vem crescendo pouco a pouco
E já não nos deixa à sós isso vai nos deixar loucos
Se é amor, sei lá!
só sei que sem você parei de respirar
E é você chegar pra esse turu turu turu vir me atormentar

Se esse turu tatuado no meu peito
Gruda e o turu, turu, turu, não tem jeito
Deixa sua marca no meu dia-a-dia
Nesse misto de prazer e agonia

Eu desisto de entender
É um sinal que estamos vivos
Pra esse amor que vai crescer
Não há lógica nos livros
E quem poderá prever
Um romance imprevisível
Com um turu, turu, turu, turu, turu, turu, tu

Esse turu turu turu aqui dentro
Que faz turu turu quando você passa

Nem estou dormindo mais
Já não saio com os amigos
Sinto falta desse turu, turu, turu, turu, turu, tu

sexta-feira, 15 de março de 2013

Olé!

ALVENARIA, Jesus, Maria e José tudo junto!

Estou apaixonada!
Roni Benise, sexy, intenso e sedutor...
Um delírio, olhar penetrante, realmente excepcional!





Vou para a Espanha! Definitivamente! Fui!

Siga!




Desperdiçamos tempo, devemos nos arrepender ou simplesmente tomar consciência que fizemos nossa parte se ajudamos alguém que não foi honesto e essa nos surpreender negativamente num relacionamento?

Creio que todo relacionamento é sempre bom e da certo enquanto dura e se vive em cumplicidade, no companheirismo, no caminhar junto. Depois quando começa a imperar o egoísmo, ingratidão, a prepotência, o desafeto a falta de respeito, ai já não existe mais condições de seguir lado a lado.

Geralmente uma das partes sai mais afetada, mais fragilizada. Sempre tem quem no íntimo não aceite de alguma forma, mesmo que inconsciente, então atacará seu ex companheiro. Sejam com palavras de baixo calão, julgamentos errôneos, enfim, ate que se adquira o equilíbrio, há de haver compreensão e tolerância.

Quando um relacionamento acaba, temos que por tudo em uma balança, os bons e os maus momentos, tentar nos imaginar daqui a alguns anos e nos perguntar como estaríamos vivendo com essa pessoa que se foi. Seriamos mesmo felizes?

Se claramente está gritante que a infelicidade, a incompatibilidade se faz presente, porque o sofrimento? Medo, apego? Ego, vaidade apenas?

Precisamos digerir sim, chorar limpa a alma e dissolve o que esta impregnado, temos que compreender que ambos têm que se doar, ambos tem que ter uma vida em comum baseada em respeito e carinho.

Portanto, se os planos não saíram conforme o imaginado, se o ego do outro explodiu em prol de uma conquista ilusória e esse o humilhou de alguma forma, essa pessoa não esta apta para receber seu amor e seu carinho. Toda forma de humilhação para com o outro denota fraqueza e insegurança, afinal uma pessoa que sabe no fundo que suas conquistas são falsas, temem o fracasso e tendem a expurgar seus medos sendo agressivos de alguma forma, pois a verdade sempre aparece...

Siga em frente, suba seu degrau sem olhar para trás e agradeça a oportunidade de poder ter amadurecido em algo e ser uma pessoa boa, longe de quem só vai se afundar, impedir seu crescimento e a sua felicidade junto aos seus. 

E jamais, jamais lamente o seu passado, pois tudo nessa vida é aprendizado e resultado de nossas escolhas!

A vida é justa, correta e segue no caminho da verdade e quando estamos cegos ela mesma se adianta em nos guiar para o caminho certo. Sejamos felizes, mesmo que nos momentos difíceis, afinal, incompatibilidade existe, só saberemos ao tentar, sem medo, sem insegurança e sem traumas, afinal, ninguém é igual a ninguém, siga em frente, sempre feliz!

Força!

LVU JR

Musica para chorar pela ultima vez!!! uhuhuhuh



segunda-feira, 11 de março de 2013

Simples Assim




Eu não sei se fico rindo ou lamento, mas sempre escolho a primeira opção...

O que acontece é que meu Blog não é 100% autobiográfico. Se eu não digo que vivenciei, ou aconteceu comigo, que conheço, ou simplesmente é isso, ou não envio para você ou colo no seu facebook, certamente as idéias surgem de papos de noite, conversa com as amigas, um filme que assisti ou algo que pensei, enfim, uma gama de possibilidades.

O fato é, apesar de ter muito de nossas experiências no que escrevemos, não direciono nada para ninguém aqui, há não ser que eu diga fulano, ou conheci um cicrano, observei etc.

Eu não posso me responsabilizar pela maneira que as pessoas interpretam o que escrevo ou se elas automaticamente se encaixam, não deu confusão, mas há algum tempo atrás realmente uma pessoa confundiu minhas palavras como indiretas a ele para justificar meu afastamento.  

Não termino relacionamento (mesmo que no começo) por bilhetinho, blog, ou facebook, muito menos email ou sms. Quando tem que acabar, acaba! Sou responsável por minhas escolhas, já errei muito e não pretendo deixar que nada me aborreça mais em minha vida.

E outra, não tenho filhos por opção, então não tenho que ajudar ninguém a amadurecer ou perceber que sou livre para falar sobre o que vier a minha mente! Afinal esse é meu espaço, meu mundo! Se tiveres algum problema, esse é seu! Se a carapuça serve, reveja suas atitudes ao invés de se condoer! Pois quando a carapuça serve a ponto de incomodar o culpado mostra a cara. Eu sei que a verdade dói para quem não quer ouvi-la ou percebê-la, mas é a vida, realidade, faz parte do crescimento de cada um, a reflexão voltada para si mesmo.

Muitas vezes eu falei e sempre que posso repito: Não suponha nada a meu respeito e não interprete minhas palavras erroneamente! PERGUNTE PARA MIM! Ou não aprendeu nada com a brincadeirinha de telefone sem fio que sempre muda a informação correta no final?

Portanto, sejamos verdadeiros, sem hipocrisia, sem máscaras e que possamos refletir cada vez que nos sentirmos incomodados seja para  o que lemos ou vemos, ou por perceber que  somos momentaneamente assim (acredito que podemos melhorar sempre!)...

Você é aquilo que acredita ser, mas observe se, apenas em sua cabeça. Seja alguém que faça a diferença na vida das pessoas, não apenas mais um...

Sou Luiza Frazão, sem facção, sem vícios, sem precisar de nada para ser quem sou, simplesmente Luiza Frazão! Não suponha nada a meu respeito, sou mulher, sou livre. Não me subestime, pergunte antes, afinal, perguntar nunca ofende!
;)


sábado, 9 de março de 2013

20 E Poucos Anos...





Eles tem menos receio.
Menos medo de se envolver, menos medo de viver, de experimentar, menos medo de sofrer. Num mundo em que homens maduros se tornaram afetivamente hesitantes, um tanto preguiçosos em termos de surpreender, de divertir e até mesmo relaxados na questão do sexo, surgem com força total homens de 20 e poucos anos...

Divertidos, bem humorados e de bem com a vida, chegam cheios de novas experiências: gostam de rir, querem viver tudo, fazer tudo, dividir tudo. Sinceramente, é um combustível incrível! São sensíveis, verdadeiros e muito intensos.

Acho lindo!

Enganam-se os que pensam que eles não conseguem acompanhar uma mulher com mais de 30, engana-se quem deduz que não são intelectualmente interessantes, que não conseguem conversar e, muito bem até sobre assuntos variados.

Simplesmente não são típicos da idade deles. Valorizam incansavelmente procurar surpreender, agradar.
De alguma forma, preenchem tranquilamente o estereótipo masculino de inteligência e competência social. Têm personalidade forte, olhar penetrante.

Trabalham, embora emocionalmente ainda sejam homens de 20 e poucos anos, não possuem apenas um corpinho bonito, e para uma mulher de temperamento forte, eles, são uma excelente companhia.

Por muitas vezes, a maturidade e a segurança de um homem mais velho pode e deve tranquilamente ser trocado sem susto pela leveza, o entusiasmo, a pele macia, sensível ao toque, os beijos intensos e suaves, o coração disparado, a temperatura elevada dos homens de 20 e poucos anos.

Claro que não se pode generalizar, nem todos os homens de 20 e poucos anos possuem esse lado maduro e ao mesmo tempo inocente, na maioria dos casos, predomina a imaturidade.



Cedo ou tarde nós mulheres percebemos que vitalidade é importante e a monotonia gera rotina.

Sobre a estabilidade, nenhuma relação hoje em dia esta segura, muito menos disponível facilmente. Afinal, a vida é para ser vivida, no presente, com sentimento, tanto para os homens quanto para as mulheres. Ficou no passado ter que se relacionar com alguém mais velho para se obter estabilidade.

Uma pergunta interessante:
Vocês têm visto os quarentões por aí?
Sim. Eles têm mais repertório que os jovens, mas já não possuem mais aquele calor, aquele entusiasmo pela vida, e também não mais são emocionalmente o que costumavam ser, muito menos intensos.

Eles, de 20 e poucos anos, por sua vez, sentem-se atraídos pela personalidade, experiência e maturidade delas. Eles, de 20 e poucos anos geralmente estão fartos da insegurança das mais novas, que ainda por falta de experiência desconfiam cegamente, ficam bravas por qualquer coisa, e não conseguem controlar o ciúme.

Complicado e real.



Agora serei franca!

Homens de 20 e poucos anos tem uma perversão revestida de inocência, ao mesmo tempo em que aparentam meiguice com suas carinhas inocentes e comentários engraçados, possuem um lado pervertido encantadoramente atrativo. Não se preocupam com nada, tudo está perfeito, aproveitam cada momento, se deliciam com cada movimento e não demonstram nenhum pudor em refletir o que sentem com sorrisos maravilhosos.

O sexo... Há o sexo!

O carinho, os beijos as fantásticas preliminares, as palavras ditas sem muito pensar, a falta de pressa para o ápice da penetração, o suor, a magnitude do momento...

Precoces em muitas coisas, na ejaculação, mostram que são homens bem resolvidos...

Bobos? Só as carinhas... Se tiver a oportunidade de provar, aproveite!

Cuidado para não viciar...

Satisfy Your Soul


Quantas vezes nos sentimos ofendidos com agressões verbais, opinião alheia ou até mesmo maledicências a nosso respeito?

Se pararmos para analisar com frieza, porque nos atinge se as pessoas não nos conhecem por dentro? Não conhecem nossa essência ou até mesmo geralmente nos acusam de ser aquilo que elas mesmas são? Ou tentam nos derrubar emocionalmente por querem ser como nós e elas próprias pensarem não ter capacidade de alcançar algo?

Quando atingimos uma certa maturidade e podemos compreender que quando pessoas ao nosso redor se sentem frustradas, fracassadas, rebaixadas, infelizes ou simplesmente de mau com a vida, elas vão tentar atacar quem estiver ao seu alcance. Seja com palavrões, com opiniões errôneas sobre você ou sua conduta.

Chega uma hora em que você entende que o que as pessoas falam, é só o que elas falam. E não o que você é. Não atinge. Não incomoda. Não ofende. Porque você só se culpa se sua consciência permitir. Chega até a despertar uma certa piedade, pois pessoas infelizes tendem a serem amargas, revoltadas, ingratas e mau educadas. Cabe a nós seguirmos sem nos importar e torcer para que um dia esse irmãozinho se encontre, que tenha paz, amor e felicidade constante dentro de si, que se sinta realizado dentro de suas possibilidades.

E não pense que não pode acontecer conosco, é mais normal do que parece, por isso constantemente temos que nos observar e refletir em nossas atitudes e as vezes podemos contar com anjos ao nosso redor, amigos verdadeiros que podem mostrar a você quando esta seguindo por um caminho errôneo... 

Observe mais seu próprio comportamento, observe se acorda sempre de mau humor, se costuma estar sempre julgando negativamente as pessoas ou se achando superior a elas. Se desdenha de uma vitória ou expõe sua revolta por se sentir inferior a uma conquista alheia. Se julga-se situado por cima por fazer parte de uma seita, um grupo ou até mesmo uma religião que só é importante em sua cabeça.

A vida é mais do que isso, conquistas são pessoais e o crescimento, o destaque devido só é reconhecido se você é único, exclusivo e possui qualidades positivas. Sente-se fracassado com algo? Corra atras, todos podem conquistar um lugar ao Sol! Não inveje, não desdenhe, não rebaixe as pessoas para se sentir bem. O mundo real a terá como uma pessoa sem êxito, infeliz. É plantar para se ter uma boa colheita, falo sempre isso! 

Respeito se conquista, não se impõe! Falo do respeito porque já atentei para muitos casos de pessoas tentando ser alguém na base do grito, da porrada, da força bruta, da fofoca, intriga... Usando de ignorância para conquistar um espaço onde não se é admirado, criando um ambiente ilusório onde se sentem superiores... E suas metas? O que conquistam realmente? Do que vivem? O que sentem por dentro? Será que se sentem realizados de facto, ou simplesmente tem consciência de que jamais alcançarão o sucesso real? Ou apenas gostam de aparecer de alguma forma?

Todo dia é um novo dia, todos os dias se pode recomeçar e ser uma pessoa melhor, crescer, ter boa conduta, se livrar de toda hipocrisia e ilusões, firmar o pé no chão e ser alguém de verdade, sem sermos fracos ou pessimistas, sem precisar denegrir o outro para nos sentirmos melhor. Buscando nossa essência, nossas motivações mais sinceras e honestas, certamente teremos mais gana, entusiasmo e alegria de viver. 

Portanto a escolha é nossa se damos ouvidos ou não a quem tece comentários negativos por simplesmente ainda não ter encontrado o caminho de sua realização pessoal.

Como Descartes, procuremos preservar a visão da razão como algo superior ou quase divino. 

E você? O que vê no espelho lhe satisfaz? Como está o seu reflexo?

quinta-feira, 7 de março de 2013

Transtornos de Comportamento...


Reconhecendo pessoas com transtornos...


Tenho alguns exemplos, mas vou citar apenas um.

Ja tive uma vizinha que não sabia o que queria da vida. Se dizia telúrica, zen, falava de energias, de mantras, auras, etnias, padrões energéticos elevados, luz, namastê cruz credo alguém desequilibrado falar namastê para mim.

Mas usava drogas, falava descontroladamente sem perceber que tomava tempo alheio além do normal, mesmo sabendo que eu estava com visitas, ou cuidando de alguém, ou com comida no fogo, se desestruturava facilmente, se comportava como sociopata, falava uma coisa, mas fazia outra completamente diferente, não tinha noção de elegância ou convivência social, criava seu mundo, suas ideias, supunha as coisas e fazia disso sua realidade.

Consequência disso era fracasso com homens, uma aparência descuidada, dentes e cabelos sujos, despenteados, aspecto de hippie. Assim, dificilmente despertava interesse em pessoas normais, do sexo oposto. Envolvendo-se sempre com alguém mais problemático que ela. Sempre estava a reclamar.

Sob pressão familiar, social, profissional, pessoal, ou quando confrontada ou contrariada, não punha em prática nada do que pregava, pelo contrário, se tornava irracional e vingativa. Os papos eram estranhos, sem nexo e sempre reclamava da família da mãe, enfim...Se uma hora se fazia de amiga e oferecia o ombro, em outra se louvava da ajuda. Se acontecesse imaginar estar sendo ofendida jogava na cara os momentos de doação... Não tinha respeito pelo silencio alheio ou aceitação do recolhimento das pessoas para com ela.

Esse é apenas um exemplo.

Padrões de comportamento como esse, geralmente começam na infância, em lares desestruturados, onde há gritos, pessoas ditadoras, severas, agressivas ou negligentes. Na formação de uma pessoa isso interfere sim e podem levar a problemas em situações sociais e profissionais. Pode reparar que geralmente pessoas com problemas familiares tem algo sinistro na personalidade, ou seja, um transtorno

Se a pessoa cresce num lar sem amor, sem carinho, sem incentivo ou percepção da realidade, tornam-se pessoas agressivas, inconvenientes, entronas, sem noção, sem educação, sem elegância, ingratas, inseguras e muito mais.

As pessoas com transtornos geralmente não buscam tratamento por iniciativa própria. Tendem a procurar ajuda, se procurar, depois que o comportamento já causou grandes problemas em seus empregos ou relacionamentos ou quando raramente percebem transtornos de humor ou de abuso de substâncias ou mesmo se encontram sozinhas.

Basta observar que é fácil diagnosticar.

O fato é, tem tanto maluco no mundo que as vezes penso que eu normal é que sou a louca...
Li bastante, pesquisei algumas coisas e vi alguns transtornos que se encaixam muito bem com algumas pessoas que pude observar que ja conviveram e convivem ainda em meu meio e pude compreender muita coisa...
Vale a pena conferir!

As mais comuns são os transtornos paranóide, esquizoide (esse é bastante interessante), narcisista, histriônica, borderline (ja falado aqui no blog), entre muitas outras...
Impressionante como várias pessoas me vieram a cabeça.

Menos eu! Juro!

Também não posso deixar de citar que em alguns casos basta um tanque cheio de roupa ou um bom macho que saiba trabalhar bem... uhuhuhuhuh...

Portanto, num mundo de malucos, #ficadica


Somos Tão Jovens!

Genteeee!
Bacana, fiz figuração nesse filme, será que vou aparecer? rsrsrsr


O uniforme do Marista!!!! Usei tanto!
Muito bacana, lá vem o filme, em maio!!!



Meu Primeiro Acidente..



Foi um susto!

E lá íamos nós felizes para uma entrevista para a TV sobre mulheres, motos e mês da mulher... Andréia, Erica e eu.

Eixo Monumental, Luiza na segunda faixa da direita a primeira antes da entrada do Sudoeste livre e eis que surge uma caminhonete pela terceira faixa cruzando tudo para entrar para o Sudoca...

BUM! Consegui reduzir o máximo que pude, entrei literalmente de lado na porta traseira da caminhonete. Bati a cabeça, ainda bem que não estava usando o capacete que comprei em dezembro (que um mês antes descobri ser falsificado, inclusive o selo do INMETRO também era falsificado, vai confiar...) foi o que me ajudou, a pancada foi forte, a caminhonete afundou e cai no chão, minha moto arrastou, ficou destruída do lado esquerdo, assim como eu, mas foi só a pancada... A proteção foi forte na hora viu? Pensei ter quebrado o anti braço, que inchou feio na hora. Cai e levantei, Andreia estava na frente não viu, a Erica (Sem Juízo) vinha atrás, ficou doida... Como eu ja estava em pé ela tirou meu capacete e foi quando me vi cercada de pessoas, todas perguntando se eu estava bem e a Erica pediu ajuda e ouvi a voz dela la longe dizendo q eu iria desmaiar... Foida!

Foi tudo rapido, como estava todo mundo na rua das motos em 3 minutos o Neder (que estava revisando a xilombusa) estava lá e eu fiquei mais tranquila. Érica tadinha, nervosa, desesperada cuidou bem de mim... Andreia teve o pulso forte e levou nosso projeto adiante...

Quando olhei ao meu redor haviam muitas pessoas conversando comigo, dois motociclistas socorristas, uma ambulância do SAMU e um caminhão de bombeiro... Até me assustei prq me sentia bem mas tanta coisa, tanta gente... O condutor da caminhonete tadinho, Seu Alexandre desesperado e eu só falava; Vc vai arrumar minha moto! kkkk O filho dele veio também não saiu do meu lado... Tanto homem, tanto bombeiro me apalpando perguntando, eu confusa uma bagunça! Foi quando me toquei que estava bem, apenas com um ralado superficial no joelho e a palma das mãos raladas prq desprezei minha luva antes de sair prq era 11:10am e estava muito quente. Por sorte SEMPRE saio de jaqueta, mesmo para ir na padaria... Essa estava toda ralada e queimada... O capacete novo? Já era também.

Tutty do Cruz de Ferro passava na hora no ônibus da Aeronáutica viu a cena, me reconheceu e ligou desesperado para a Flávia cabeça de cobra, ai pronto! Celular não parou mais...

Resumindo... O lado esquerdo todo dolorido, palmas das mãos raladas, raladinho no joelho, algumas unhas quebradas e ossos inteiros! Obrigada mesmo Patricia Botelho por ter ficado no hospital comigo a tarde toda e ainda ter me levado para comer gordice no Spoleto depois, rs...

Aguardando laudo da pericia do seguro da ZURICH, mas... Creio que tenha sido PT na moto.

Obrigada Inspetor Heleno pelas aulas na PRF, pois segundo a Kinha, mesmo sem me lembrar ela disse q eu reduzi muito e perfeitamente bem... Aprendi com o senhor!
Até buzinei! kkkk

Obrigada Bruno Edu Motos por rapidamente chegar e rebocar minha motoca...
Obrigada a todos que ligaram, me visitaram, mandaram sms, whatsapp, skype, inbox, mensagens...
Obrigada Neder MC, Andressa, Larissa, Camila, Flavias, Edson, Psit, Fabio Varela, Tatys, Kátia MONTEIRO por me perturbar todo dia querendo saber se dormi bem, se estou com dor ou tomando remédios, Lu por trazer remedinho para dor, Baconzitos e seu sorriso...  Roberta, Hugo, água... Virgínia... Nossa muita genteeee!

Phillipe...

Obrigada a todos!!!!
Mas... Quero minha moto o quanto antes!!!!!
Afinal, esta estava rodando, revisada, linda, brilhante e cromada! Investi muita grana na customização dela...