terça-feira, 4 de setembro de 2012

Complicado...







Impressionante quando uma pessoa se faz de coitada, faz estardalhaço, grita aos quatro cantos que foi vitima de bullyng (sem saber o real significado desse novo conceito), pede apoio a quem nada tem a haver, envolve outras que não querem se meter e EXIGE que as pessoas peçam desculpas por apenas expressarem sua opinião.

Desolador essa pessoa ser tão descontrolada, tão desequilibrada a ponto de sair de si em uma situação imaginária e em apenas 5 minutos reverter todo o ocorrido, ameaçando, gritando ofensas, destilando suas frustrações espelhadas e ainda se deixando levar por uma notória ignorância a ponto de fazer na frente de várias pessoas tornando-se assim para muitas, referência de confusão, gerando desconforto e tensão por onde passar e consequentemente sendo evitada por todos.


Pessoas assim, não possuem raiz, não possuem história, muito menos aquela amizade gostosa galgada através de anos, não são respeitadas e estão sempre gerando polêmica negativa por onde passam. Pulam de galho em galho durante sua caminhada e quando aceito em certos grupos, sua passagem é ligeira...


É muito triste não possuir uma história de vida bacana, onde se é querido aonde chegar, divertir-se em várias tribos, locais e ambientes, ser bem recebido sem receio com alegria e sorriso largo por TODOS os presentes. E o pior... Essas pessoas problema, jamais tem certeza de que as pessoas a cumprimentam porque se sentem bem ou gostam de sua presença ou por apenas mera educação e elegância.


Observando esse tipo de comportamento, aprendemos a analisar com maior proporção o quanto a falta de orientação familiar sólida faz. Uma pessoa que se desenvolve dessa maneira, certamente não teve amor, sofreu abstinência de carinho, atenção, não teve um sacolejo na hora certa, não foi orientada de uma maneira adequada ou sofreu abuso de alguma forma.


O problema é que o mundo hoje, esta em constante movimento e as pessoas não mais se habilitam a manter em sua vida pessoas sem estrutura emocional compatível com o normal. Que criam situações constrangedoras, que são inconstantes e que  mostram solicitude até que sejam contrariadas.


Portanto, observem quem se aproxima, se essas pessoas possuem uma história, uma trajetória digna e reta, amigos verdadeiros (não aqueles feitos há pouco), se possuem raízes, lucidez e equilíbrio.


RESPEITO se conquista. Amigos e bem querer também. O resultado é breve. O isolamento se torna constante até que um dia a ignorância se esvai e cede lugar ao amadurecimento, à percepção de que errado não é o mundo e sim suas atitudes, a forma como trata o meio em que vive e as pessoas que te cercam.

Triste quando esse amadurecimento vem tardio e a pessoa percebe o quanto perdeu na vida em convivência, em divertimento e o prazer de se estar entre um ambiente acolhedor e aconchegante, onde se é bem vindo aonde for... 


Mais triste ainda é acabar só, sem a oportunidade de construir uma história. 

Nenhum comentário: